sábado, agosto 21, 2010

Encontro do rock n' roll marca abertura do Festival de Inverno

Nesta sexta ainda se apresentam no palco principal Jorge Ben Jor e Claudia Leitte
Vinícius Silva | Redação CORREIO - vinicius.santos@redebahia.com.br

A banda carioca Detonautas Roque Clube foi a responsável por abrir a edição de 2010 do Festival de Inverno na noite de sexta-feira (20), que acontece em Vitória da Conquista (sudoeste do Estado), e vai até o próximo domingo (22). O líder da banda, Tico Santa Cruz, não perdeu tempo e agitou o público com os sucessos que marcaram o Detonautas em sua carreira como, por exemplo, "Outro Lugar", "Quando o Sol Se For", "Olhos Certos", dentre outros.

Durante a apresentação, Tico reafirmou o seu ativismo político contra a violência convidando a plateia para se unir a esta corrente. E, além disso, não deixou de fazer críticas ao novo estilo de rock que está tocando no Brasil. "Nós somos uma juventude jovem, e não uma juventude teen", disse o cantor em entrevista ao CORREIO* após o show.

Entre diversos pontos altos da apresentação da banda, o momento de mais euforia no Parque de Exposições foi quando Tico Santa Cruz convidou Dinho Ouro Preto e Yves Passarell, da banda Capital Inicial. Juntos, eles tocaram o sucesso "Que País é Este?", marcando um encontro de duas gerações no palco.

Ainda nesta noite tem os shows de Jorge Ben Jor e a esperada apresentação de Claudia Leitte, que apresentará o seu novo show em Vitória da Conquista.

Fonte: Correio*

O primeiro dia do festival

Quem também passou pelo palco principal do Festival de Inverno na sexta-feira (20) foi o carioca Jorge Ben Jor. Ele tocou grandes sucessos da sua carreira e fez o público que esteve no Parque de Exposições dançar ao som da sua música.

E, quem abriu a noite foi a banda Detonautas, levando o seu rock n' roll com letras de protesto e de romance para a sua plateia. Tico Santa Cruz cantou sucessos das diversas fases que marcaram o grupo, desde as canções com letras mais românticas, até as que foram compostas como forma de protesto contra a violência (uma causa que Tico vem lutando desde a morte do guitarrista Rodrigo Netto, em 2006).