quinta-feira, janeiro 31, 2013

Release: Tico Santa Cruz lança livro de poesia erótica


Tesão é a segunda obra do músico publicada pela editora Belas Letras.

Como seriam seus desejos sexuais se virassem poesia? Em meio ao boom do erotismo literário no Brasil, o músico Tico Santa Cruz publica, pela editora Belas Letras, poemas que criou com base em suas fantasias, sensações e relacionamentos. Os versos deixam espaço para agir o eu-lírico de Tico, que se encaixa muito bem na fala de qualquer homem. A obra reúne textos já publicados em seu blog que revelam, além de liberdade sexual, habilidade literária. Em Tesão, Christian Grey não tem vez.

Te peço pra ir ao banheiro e tirar a calcinha.
Pequena, preta, apertadinha!
Você levanta... e, como se fosse uma ordem,
vai e volta com cara de safada.
Pega minha mão e me entrega, toda molhada.

Entre peitos, coxas e mãos, o autor fala para todos os públicos, homens e mulheres, casados ou solteiros. Embora aborde relações que ainda são tabus para a sociedade, como o relacionamento aberto, sexo com desconhecidos ou ainda o famoso ménage à trois – que já foi enredo para filmes brasileiros como “Os Normais”, estrelado por Fernanda Torres e Luis Fernando Guimarães; e estrangeiros, como “Vicky Cristina Barcelona”, do renomado diretor Woody Allen.

Segundo Tico, o grande segredo desse livro é deixar com que os leitores tentem descobrir quais dessas situações realmente aconteceram, quais foram as suas fantasias e quais ele tem o desejo de que se realizem. O músico traz um erotismo coloquial, casual, que pode facilmente confundir-se com os próprios pensamentos do leitor enquanto imagina as situações que se despontam. E melhor: de forma poética.

As belíssimas ilustrações de Tesão, em preto e branco, são de Carlinhos Muller. E o livro traz uma identidade própria do autor, seguindo o mesmo projeto gráfico que Clube da Insônia, seu primeiro livro publicado pela editora.

Sobre o autor:

Tico Santa Cruz nasceu no Rio de Janeiro em 30 de setembro de 1977 sob o signo de libra. Cursou Ciências Sociais na UFRJ, Comunicação e Educação Física, mas não concluiu nenhuma das três faculdades, resolvendo se dedicar integralmente a sua banda, o Detonautas Roque Clube, criada em 1997. Compositor, escritor e poeta, é idealizador do grupo de performance social chamado Voluntários da pátria, que tem como objetivo levar música, poesia e debates sócio-políticos em escolas, universidades públicas e particulares e penitenciárias. Clube da insônia é seu primeiro livro.

Fonte: Maxpress

Lembrando que o livro já está em pré-venda e você encontra todas as informações clicando aqui...