sábado, outubro 19, 2013

Detonautas fazem show e falam de valores familiares em Divinópolis

Apresentação da banda será nesta sexta-feira (18). Música lançada recentemente tem relação com protestos sociais. 
Por Anna Lúcia Silva - Do G1 Centro-Oeste de Minas

De passagem por Divinópolis para uma apresentação nesta sexta-feira (18), a banda Detonautas deu uma pausa na agenda de shows e falou sobre valores familiares, e os movimentos sociais que estão se espalhando por todo país. As mudanças sociais segundo o grupo sempre serviram de inspiração para os trabalhos dos músicos, um deles, é a música “Quem é você?”, lançada em 2012.

Segundo o grupo liderado pelo vocalista Tico Santa Cruz, é uma crônica sobre a vida do brasileiro, relatando alguns de seus problemas sociais, mas também demonstrando um pouco da hipocrisia que cerca alguns assuntos e recheada de ironia.



Segundo o guitarrista Renato Rocha a música não foi composta pensando nos atuais protestos, mas caiu como uma luva, pois fala da indignação de quem saiu e sai às ruas pedindo por mudanças. "Não fizemos pensando nesses protestos em específico, mas de um modo geral. Acreditamos que a música seja um dos fatores de transformação social", afirmou.

Nem só de canções de protestos vivem os músicos. Quem vê os quatro tatuados, com postura roqueira, em um primeiro olhar não imagina, mas eles são pais, muito amorosos, que se preocupam com o futuro que os filhos irão encontrar. "Tenho dois filhos de 5 e 12 anos, e é claro que como todo pai também me preocupo em dar carinho e mais ainda educação, que é de responsabilidade do pai. Imagina se a criança já chega na escola mal educada. Então em primeiro ligar a educação da família, e depois a da escola", ressaltou Tico.

Além da música Quem é você?”,  a banda Detonautas, é conhecida por canções como "Olhos certos", "Outro lugar" e "Quando o sol se for". Segundo o grupo esses e outros sucessos irão agitar a noite desta sexta-feira. "Podemos dizer que fazemos shows em Divinópolis duas vezes a cada ano", contou Tico Santa Cruz.

Fonte: G1 - Minas