quinta-feira, agosto 21, 2014

'A função da arte é provocar' diz Tico

Tico Santa Cruz: 'A função da arte é provocar'
O vocalista falou sobre a trajetória da banda, o meio artístico e a discussão com Lobão

Os Detonautas participaram do Studio62, do diretor Rafael Kent, e Tico Santa Cruz optou por cantar uma música da própria banda, intitulada Hello, Hello, em uma versão acústica e intimista, em um vídeo que foi disponibilizado no canal do Studio no Youtube na última terça-feira (19). Após a gravação, a banda topou participar de um bate papo sobre carreira, identidade musical e o meio artístico atual. Além disso, um dos assuntos abordados foi a briga entre Tico e Lobão, que gerou uma grande repercussão na mídia e muito alvoroço.

Sempre bem posicionado e firme em suas convicções, Tico acredita que a arte seja uma provocação. “Acho que o artista é um provocador, a função da arte é provocar. Ela não necessariamente precisa agradar, mas ela pode provocar incômodos também”.

Com tantos anos de estrada, o vocalista do Detonautas afirma que a banda, apesar de muito conhecida, acabou sendo colocada à margem em função dos fortes posicionamentos. “É uma banda muito conhecida, mas só os fãs mesmo sabem quem é o Detonautas. Até pelo nosso posicionamento com relação a certas questões, fez com que nós fossemos sendo colocados à margem, o que eu não vejo como algo negativo, muito pelo contrário. Apesar disso tudo, a gente transita muito bem,  desde tocar para 100 mil pessoas no rock in rio até tocar em um ambiente como esse, bem intimista”.

Polêmico, inteligente e com opiniões fortes, Tico confessou que, apesar de ter ficado decepcionado com a reação de Lobão, entendeu a postura dele. “O Lobão é um cara que eu admiro demais, que sempre foi um cara provocador e de repente, nesse momento da carreira dele, ele passou a defender uma coisa, e ele está no direito dele de defender, mas quando eu fui falar a respeito disso, ele tomou como algo pessoal. Ele é um ídolo pra mim, foi decepcionante. Até entendo que ele esteja sob ataque e quando estamos sob ataque a gente acaba dando tiro sem mira, para qualquer lado, mas a gente que se posiciona, tem que ter a lucidez de tomar porrada e absorver”.

Com tanta história para contar, os Detonautas assumiram uma postura muito difícil e mesmo assim o talento falou mais alto, deixando a banda sempre presente no cenário musical brasileiro. “Nosso objetivo como banda e também individualmente falando é fazer uma historia”, finaliza Tico.

A entrevista completa estará disponível nesta quinta-feira (21), no canal do Studio62 no Youtube.


Fonte: O Fuxico