segunda-feira, outubro 03, 2011

Rock In Rio - Veja


No camarim com os Detonautas: discurso político e música de graça na internet
Leo Pinheiro, da Cidade do Rock


O presidente do Senado, José Sarney, voltou a ser “homenageado” por um artista do Palco Mundo no Rock in Rio. Depois do cantor Dinho Ouro Preto, do Capital Inicial, puxar um coro de vaias para o político, no segundo dia do festival, hoje foi a vez do líder do Detonautas, Tico Santa Cruz, criticar o político. O vocalista da banda aproveitou os microfones para responder ao deputado estadual Magno Bacellr (PV-MA), para quem as vaias ao seu conterrâneo, sábado passado na Cidade do Rock, era “coisa de maconhados”. “Prefiro conviver com um maconheiro honesto do que com um bandido de terno”, vociferou Tico, levando a galera ao delírio. No meio do show, Tico ainda pediu a plateia para ficar de olho no Poder Judiciário. 

Além de demonstrar consciência política, os Detonautas querem promover uma revolução artística. Em entrevista exclusiva ao site de VEJA no camarim logo após o show da noite deste domingo, os músicos revelaram que não vão mais gravar CDs. A ideia da banda agora é  disponibilizar suas músicas para os fãs pela internet. “Nós vamos botar uma música por mês no nosso site para os fãs baixarem gratuitamente. Artistas que não entenderem essa nova tendência do mercado vão ficar muito atrasados”, avalia Tico. 

A internet, aliás, está no DNA da banda, já que o grupo se conheceu por meio da web. O guitarrista Renato Rocha falou da organização da banda fora do mundo virtual: “O Tico cuida da parte de comunicaçã; eu, por exemplo, cuido da administração e das finanças. Cada um tem uma função na banda”. Renato também falou dessas proximidade com os fãs. “Fazemos show de uma hora, mas levamos outras três depois no camarim só para recebê-los.” 

Alguns integrantes da banda vão assistir ao show do Guns N’Roses no meio do público, dispensando o conforto da área vip.

Fonte: Veja